Tudo Bahia
Portal de Notícias

ENEM digital: saiba como será a aplicação inédita do exame

A novidade na aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio de 2020 é a realização do Enem Digital. Saiba os detalhes.

A aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio de 2020 traz algumas novidades, a principal delas é a realização do Enem Digital. Será uma aplicação piloto do exame que, nos próximo anos pode ser totalmente digital.

A versão digital do exame acontecerá nos dias 31 de janeiro e 07 de fevereiro de 2021 e 100 mil estudantes devem participar dele.

Trouxemos alguns esclarecimentos sobre a aplicação do Enem digital, por isso continue acompanhando a nossa matéria.

É possível fazer Enem digital de casa?

Não é possível. Assim como na versão impressa, a versão digital propõe que os estudantes se desloquem até os locais de prova descritos no Cartão de Confirmação na data e hora lá estabelecidos.

Apenas algumas cidades terão locais de prova digital do Exame Nacional do Ensino Médio, são elas:

  • Belém (PA);
  • Belo Horizonte (MG);
  • Brasília (DF);
  • Campo Grande (MS);
  • Cuiabá (MT);
  • Curitiba (PR);
  • Florianópolis (SC);
  • Goiânia (GO);
  • João Pessoa (PB);
  • Manaus (AM);
  • Porto Alegre (RS);
  • Recife (PE);
  • Rio de Janeiro (RJ);
  • Salvador (BA);
  • São Paulo (SP).

Assim, quem optou por essa modalidade e não reside em um destes locais, precisará se deslocar até elas nas datas marcadas para realizar o Enem digital.

Segurança do exame

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, a estrutura montada quanto a segurança será a mesma que na versão impressa da prova.

O software que os estudantes farão uso foi desenvolvido apenas para uso no Enem Digital. Dessa forma, ele possui regras próprias estabelecidas pelo Inep, como:

  • Bloqueio da conexão com a internet ou uso de dispositivos (USB, CD, entre outros);
  • Impossibilidade de que programas como o Word sejam abertos durante a realização da prova.

Enem 2020 tem 5,8 milhões de inscritos

Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apontam que 5,68 milhões de estudantes se cadastraram para fazer a prova impressa. Outros 96 mil se cadastraram para a versão digital, que ocorrerá pela primeira vez.

Segundo o Inep, o total representa um aumento de 13,5% em relação ao ano passado.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais