Tudo Bahia
Portal de Notícias

Prouni: data limite para entrega de documentos é nesta quarta (28/07)

O resultado da primeira chamada do Prouni (Programa Universidade para Todos) 2021 já foi liberado e os pré-selecionados devem entregar documentos até esta quarta-feira (28/07) para conseguirem a bolsa. A apresentação da documentação tem por objetivo confirmar todos os dados disponibilizados pelo estudante no ato da inscrição.

Assim que a verificação for feita, os aprovados poderão realizar suas matrículas e terão a vaga garantida na universidade. Ao todo, segundo o Ministério da Educação (MEC), 287.673 estudantes pleitearam as 134.329 bolsas de estudos 50% ou de 100% ofertadas neste ano.

A segunda chamada será realizada nos dias 17 e 18 de agosto e os estudantes poderão se inscrever na lista de espera do programa.

Quais documentos preciso apresentar para o Prouni?

Normalmente, o processo para comprovar as informações é feito de forma presencial. No entanto, por conta da pandemia, as Universidades participantes estão realizando o procedimento pela internet. Os documentos a serem apresentados para aprovação da bolsa do Prouni são:

  • Documento de identificação do estudante e de todos que fazem parte do seu grupo familiar;
  • Comprovante de Residência;
  • Comprovante de Ensino Médio;
  • Comprovante de Renda;
  • Comprovante de professor da educação básica (apenas para quem está exercendo a profissão);
  • Laudos médicos (apenas para candidatos que estão concorrendo às vagas de pessoas com deficiência).

Os candidatos que foram convocados na primeira chamada devem entrar em contato com a Instituição em que está pleiteando a vaga e verificar como será feita a entrega dos documentos do Prouni.

Quem pode conseguir bolsa do Prouni?

A ajuda para entrar na Universidade por meio do programa é dada para estudantes que comprovem:

  • Renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo (bolsas integrais);
  • Renda familiar bruta mensal seja de até 3 salários mínimos por pessoa (bolsas parciais);
  • Não possuir diploma de nível superior;
  • Ter cursado todo o ensino médio na rede pública ou na rede privada, desde que bolsista integral;
  • Ter participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de média das notas. Além disso, não pode ter zerado a redação.

Vale ressaltar que não será utilizada a nota do último Enem (realizado neste ano de 2021). A decisão foi tomada pelo MEC, visando realizar a seleção de bolsistas em janeiro. Agora, os pré-aprovados precisam provar que cumprem todos os requisitos acima por meio de documentos comprobatórios.

Os interessados que não foram convocados na primeira lista, devem pedir para entrarem na fila de espera. A segunda chamada deve acontecer nos dias 17 e 18 de agosto.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais