Tudo Bahia
Portal de Notícias

Novo golpe do CPF está sendo aplicado, informa Receita Federal

O golpe sugere ao contribuinte a necessidade de regularizar seu Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), mediante o pagamento de uma falsa taxa. Saiba mais.

Contribuintes da Receita Federal devem ficar atentos. É que um novo golpe vem sendo aplicado por criminosos. De acordo com o órgão, o golpe do CPF sugere ao contribuinte a necessidade de regularizar seu Cadastro de Pessoas Físicas. Para dar fim a essa suposta pendência, os criminosos cobram das vítimas uma falsa taxa.

Conforme detalhes informados pela Receita, vários contribuintes, com CPF regularizados ou não, têm recebido mensagens por SMS, WhatsApp e até mesmo e-mail com a informação de que estão em situação irregular junto ao órgão.

Essas mensagens contêm links que induzem ao recolhimento de uma taxa que não existe, no valor de até R$ 275, com a finalidade de regularizar o CPF da vítima.

Para induzir as vítimas a efetuar o pagamento da falsa taxa, os criminosos utilizam nas mensagens logos e cores da Receita Federal e da bandeira nacional e levam essas pessoas a acreditarem que, de fato, as mensagens foram enviadas por órgão oficial do governo federal.

Segundo informações do órgão, há casos de contribuintes que, após efetuarem o pagamento do valor pelos golpistas, compareceram ao setor de atendimento da Receita e ao chegarem lá descobriram que não havia nenhuma pendência a ser regularizada.

Em algumas situações, foi detectada até ausência de declaração de ajuste anual e multas por atraso na entrega do IR.

Em um determinado caso, o contribuinte que foi vítima dos golpistas, ao fazer a pesquisa sobre sua situação fiscal, descobriu que sua declaração de IR já entregue estava zerada. Os criminosos então teriam afirmado que a retificação custaria mais R$ 170.

Com esse novo golpe, a Receita Federal reforça a informação de que a regularização do CPF é feita pelo site oficial e forma gratuita. Ao acessar o endereço, o cidadão deve selecionar a opção “Meu CPF”. A página fornecerá informação sobre como corrigir a situação cadastral.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais