Tudo Bahia
Portal de Notícias

Saiba como proteger os aplicativos de banco em seu celular

São dicas simples que podem ser facilmente adotadas para proteger – ainda mais – seus dados bancários. Confira.

Com os avanços da tecnologia, a maioria das transações financeiras é feita por meio dos aplicativos de banco disponíveis para aparelhos celulares. Com eles, é possível conferir informações, saldo e extrato, além de realizar pagamentos e outras movimentações. Para se ter uma ideia, em 2020, 51% das operações passou por ferramentas móveis, segundo levantamento feito pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Embora os aplicativos de bancos sejam muito utilizados hoje em dia e sejam eficazes e confiáveis, muitas pessoas ainda têm dúvidas se, de fato, eles são seguros. Essa dúvida advém, muitas vezes, da ocorrência cada vez mais frequente de crimes digitais.

Se você é uma dessas pessoas, pode ficar tranquilo, porque há formas de deixar seu aplicativo de banco ainda mais seguro. Sabendo disso, nós selecionamos algumas dicas para deixar seus dados bancários mais protegidos e evitar que você seja vítima de crimes digitais. Confira a seguir.

1. Habilite a verificação em duas etapas

Muitos aplicativos de banco emitem um token para confirmar a realização de transações que envolvem dinheiro. Já outras instituições financeiras solicitam, ainda, a leitura de um Código QR para a validar a operação. Essas ações são uma forma de dificultar a prática de fraudes.

2. Use os aplicativos de banco somente em redes seguras

Uma forma de proteger os aplicativos de banco que estão em seu celular é evitar usá-los em redes Wi-Fi públicas ou desconhecidas, uma vez que elas são perigosas para a segurança digital.

As conexões do ônibus, do trem ou do shopping são mais suscetíveis a ataques, pois elas ficam mais expostas nessas fontes. Nelas, criminosos podem invadir com mais facilidade para roubar dados dos usuários.

3. Proteja o chip com uma senha

Outra dica é adicionar uma combinação no chip, de preferência diferente daquela usada para desbloquear o aparelho, para impedir que ele seja usado em outro aparelho.

Muitos bancos usam SMS e ligações como ferramentas de recuperação de senha, então, ao usar o chip em outro celular, o golpista poderá acionar o recurso “Esqueci minha senha” e ter acesso às contas bancárias.

4. Use um e-mail alternativo de recuperação

Usar um e-mail alternativo, além do que já está cadastrado no dispositivo, para a recuperação de senhas de banco é outra dica para proteger seus dados bancários.

Quando o e-mail de recuperação não está cadastrado no aparelho, o criminoso tem dificuldade para recuperar a combinação a partir do “Esqueci minha senha” para mudá-la e ter acesso às contas bancárias.

Além dessas dicas, é sempre bom lembrar que os bancos não enviam SMS ou e-mail com links para atualizar os aplicativos. Caso receba mensagens desse tipo, não clique nos links e não insira suas senhas, apenas apague as mensagens imediatamente.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais