Tudo Bahia
Portal de Notícias

ANP: sete estados sofrem com atraso em abastecimento de gás de cozinha

Um dos motivos alegados pela agência seria o aumento no consumo por conta da quarentena. Alguns lugares registraram aumento no preço do gás de cozinha.

Segundo boletim publicado na sexta-feira (17), pela a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis), sete estados do Brasil estão passando por dificuldades em relação ao abastecimento de gás de cozinha.

Conforme o boletim, o consumo de gás subiu mais de 30% em 12 estados do país. O principal motivo seria o de que a quarentena provocada pela pandemia do novo coronavírus fez com que as pessoas ficassem mais em casa e assim, passaram a realizar mais refeições em seus domicílios, consequentemente elevando o consumo de botijões de gás.

Os estados afetados pela diminuição no abastecimento são: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Amazonas e Pará. As distribuidoras de gás têm como fornecedor a Petrobras. A justificativa foi a de que não há estrutura de envasamento e transporte para a quantidade de gás que está sendo consumida agora.

Para piorar, a Petrobras diminui sua produção de gás pelo fato de que houve uma queda no consumo de gasolina. O gás é um dos produtos gerados durante o processo de refinamento do petróleo. Sendo assim, a estatal passou a importar de outros países para não haver desabastecimento. De acordo com a ANP, as entregas feitas pela Petrobras voltarão ao normal no prazo máximo de duas semanas.

Até lá, a tendência é que os botijões de gás fiquem mais caro. Já é possível verificar que com a falta de oferta e aumento da demanda, os preços em várias cidades começaram a subir.

Existem relatos de consumidores que fizeram um pequeno estoque de botijões com o temor de que em algum momento o abastecimento pudesse sofrer com cortes ou interrupções duradouras.

Dicas para economizar

Com a diminuição da oferta de gás de cozinha, existem algumas dicas para que o consumidor não seja tão afetado. A primeira é sempre pesquisar o preço do gás em diversos estabelecimentos. O valor pode variar bastante conforme a empresa.

Além de pesquisar, é bom fazer um monitoramento regular para se ter uma noção em relação ao preço, afinal, ele pode subir ao longo da semana.

Se precisar comprar, peça por um desconto e lembre-se de perguntar se há cobrança de frete de entrega.

Por fim, é importante ficar atento às notícias em relação ao abastecimento de gás para não ser surpreendido com possíveis justificativas de aumento de preço.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais