Tudo Bahia
Portal de Notícias

Décimo terceiro será antecipado para aposentados do INSS

Parcela do décimo, que corresponde à metade do benefício, será depositado em conta de aposentados e pensionistas entre os dias 24 de abril e 08 de maio de 2020.

Dentre as medidas adotadas pelo governo federal para enfrentamento à crise causada pela pandemia da COVID-19 está a antecipação da parcela do décimo terceiro salário para aposentados e pensionistas do INSS. De acordo com informações, os pagamentos começarão a ser liberados pelo Instituto Nacional do Seguro Social no dia 24 de abril e seguem até 08 de maio de 2020.

O valor pago aos aposentados, nesta primeira parcela, será de 50% do valor total. A segunda parcela será paga entre os dias 25 de maio a 05 de junho de 2020, com o desconto dos referidos impostos.

No ano passado, a primeira e a segunda parcelas foram pagas, respectivamente, nos meses setembro e novembro e contribuiu para pagamento de dívidas e aumento do consumo das famílias.

Por isso esta medida foi adotada com o intuito de estimular o consumo das famílias, para fortalecer a economia e também auxiliar à população no enfrentamento do coronavírus.

Confira as datas para pagamento da primeira parcela do décimo terceiro

As datas em que o benefício será pago variam conforme o valor a ser recebido e o número final do benefício, sem considerar o dígito. Confira as datas previstas:

Calendário completo de pagamentos do décimo terceiro para aposentados e pensionistas. Imagem: divulgação/INSS

Confira algumas medidas adotadas para auxiliar a economia em tempos de pandemia

Com o objetivo de estimular e impulsionar a economia do consumo no Brasil, o governo federal tem o objetivo de baratear as linhas de crédito. Para isso, vem tomando medidas na área econômica para que o problema da pandemia do coronavírus não cause tantos impactos negativos na economia brasileira.

A maior parte das medidas tem como objetivo principal de impulsionar a economia pelo consumo, estendendo e deixando as linhas de crédito mais acessíveis ao consumidor. Isso por entender que essa atividade econômica que envolve o consumo direto das famílias é importante ao PIB nacional. O montante corresponde a cerca de 60% do Produto Interno Bruto.

Dentre as medidas adotadas para auxiliar a economia e as famílias estão:

  • Auxílio emergencial;
  • Antecipação do décimo terceiro para aposentados e pensionistas;
  • Redução de IPI dos automóveis;
  • Diminuição do IOF para consumo;
  • Mudança no rendimento da Poupança;
  • Taxas de juro menores pelo BNDES.

Como resultado, essas ações podem fortalecer a economia e incentivar o consumo das famílias.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais