Tudo Bahia
Portal de Notícias

Benefícios que você pode solicitar após fim do Auxílio Emergencial

Os últimos seis meses no Brasil foram, de certa forma, inusitados! Primeiro porque fomos brutalmente atingidos financeira e sanitariamente pela pandemia da COVID-19.  

Em segundo lugar, os brasileiros mais necessitados presenciaram um dos maiores programas emergenciais de transferência de renda: o Auxílio Emergencial do Governo Federal. 

O benefício foi dividido em até nove parcelas: as cinco primeiras de R$ 600,00 do auxílio emergencial e as quatro últimas de R$ 300,00 do auxílio extensão, finalizando em dezembro de 2020. 

Para ter direito a esse recurso, o interessado teve que comprovar ser trabalhador informal, microempreendedor individual (MEI), autônomo ou desempregado.   

Mas você, que teve direito ao Auxílio durante esse tempo, já sabe se pode requerer algum outro benefício após receber a última parcela? 

Pensando nisso, nós, do Tudo Bahia, preparamos uma lista dos benefícios que você pode solicitar. 

Confira: 

Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Esse é um dos benefícios mais conhecidos de muita gente, além, é claro, do Bolsa Família.  

O BPC nada mais é do que uma forma de benefício originado da chamada “Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS)”, de número 8.742/1993. 

A finalidade principal da LOAS é propiciar, segundo o INSS, um salário mínimo mensal “à pessoa com deficiência que comprove não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la provida por sua família”. 

Além disso, é necessário que se comprove uma renda familiar menor do que 1/4 do salário-mínimo. 

Para saber como solicitar o BPC e obter mais detalhes, clique neste link oficial. 

Programa Bolsa Família 

Apesar do Auxílio Emergencial, é preciso lembrar que o Programa Bolsa Família não acabou! 

Esse programa foi criado no ano de 2004, pela lei n° 10.836. Ele transfere renda diretamente para cidadãos de famílias que sobrevivem em situação de pobreza ou de extrema pobreza em todo o País. 

Por exemplo, primeiramente, para ter acesso ao Bolsa Família, é preciso comprovar que cada um dos moradores de um lar possua uma renda de até R$ 89,00 mensais. Nesse caso, essas famílias são consideradas em situação de extrema pobreza.  

Renda por pessoa acima de R$ 89,00 e abaixo de R$ 178,00 mensais caracteriza famílias em situação de pobreza e também possibilitam a concessão do benefício. 

Para fazer o cadastramento do Bolsa Família, é preciso que ocorra um atendimento presencial no setor responsável pelo programa de sua cidade.  

Obtenha todos os detalhes e outras formas de cadastramento neste link. 

Benefícios Programáveis do INSS  

Nessa categoria, encontram-se aqueles benefícios já conhecidos dos brasileiros e que exigem o cumprimento de requisitos básicos para ter acesso. 

Como exemplo desses benefícios, podemos citar: a aposentadoria, o auxílio-doença, o auxílio-maternidade, o auxílio-reclusão e até mesmo a pensão por morte (urbana ou rural). 

Para saber como solicitar cada um desses e outros benefícios do INSS, acesse este link. 

Outros benefícios que você pode solicitar

Abaixo listamos outras categorias de benefícios que podem lhe interessar, mas ressaltamos que são benefícios ainda mais restritos, conforme cada caso. 

Na mesma lista adicionamos um link que você pode acessar para saber se tem direito:   

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais