Tudo Bahia
Portal de Notícias

“Quem falar em Renda Cidadã, cartão vermelho”, reforça Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a sinalizar a suspensão do Renda Cidadã. “O que eu falei três meses atrás está valendo”, explicou.

No último domingo (29/11), Jair Bolsonaro informou que continua confiando nas decisões do ministro Paulo Guedes. O presidente da República, em contrapartida, voltou a destacar seu repúdio quanto à criação do Renda Cidadã, que substituiria o programa Bolsa Família.

“O que eu falei três meses atrás está valendo. Quem falar em Renda Cidadã, cartão vermelho”, afirmou após votar em uma escola da Vila Militar, na zona oeste do Rio. O chefe do Executivo também disse que as decisões sobre a pasta da Economia, em grande parte, permanecem sob a responsável de Paulo Guedes.

“Paulo Guedes é 98% da Economia, e eu era 1% e passei para 2. Tem tanta coisa que é igual saltar de paraquedas: o cara te orientando atrás e você tem que ter confiança nele”, argumentou. “A economia está na mão dele, assim como a Agricultura nas mãos da Tereza Cristina”.

Sem Renda Cidadã, Bolsa Família poderá ser ampliado em 2021

A partir de 2021, o Renda Cidadã ficaria no lugar do programa Bolsa Família. A equipe econômica do governo, no entanto, não chegou a um consenso sobre como o novo projeto seria financiado. Então, a proposta atual é de ampliar o alcance dos programas vigentes, no sentido de garantir assistência para um maior número de unidades familiares.

Nos dias atuais, o Bolsa Família fornece parcelas mensais para 14,2 milhões de famílias brasileiras. O governo federal acredita que, com o fim do auxílio emergencial, mais três milhões de pessoas terão que receber algum tipo de benefício a partir do ano que vem.

“Qual o plano para o auxílio emergencial? Remoção gradual, e nós voltamos para o Bolsa Família. Esse é o plano A. Existe possibilidade de haver a prorrogação do auxílio emergencial? Se houver uma segunda onda de pandemia, não é possibilidade, é uma certeza, vamos ter que reagir. Mas não é o plano A, não é o que estamos pensando agora”, afirmou Guedes em evento da Abras (Associação Brasileira de Supermercados).

No dia 16 de novembro de 2020, Onyx Lorenzoni confirmou que o ‘novo Bolsa Família’ já está pronto e deverá ser lançado possivelmente em dezembro do mesmo ano. O ministro da Cidadania, durante evento no Palácio Guanabara, também disse que o programa alcançará mais de 20 milhões de brasileiros com baixa renda.

“O programa já está pronto, foi todo trabalhado, já foi apresentado ao presidente (Jair Bolsonaro), só falta o ok, e isso não tem a ver com a grana, até porque temos previsto para o ano que vem 34,8 bilhões de reais”, informou Onyx Lorenzoni.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais