Tudo Bahia
Portal de Notícias

Empréstimo do Bolsa Família libera até R$ 15 mil por pessoa

O empréstimo do Bolsa Família será voltado para brasileiros de baixa renda que já têm ou pretendem começar um negócio próprio.

O Governo Federal vai liberar até R$ 15 mil de empréstimo para beneficiários do Bolsa Família e famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais. O projeto faz parte do Progredir, conjunto de ações para dar a esses brasileiros autonomia, gerando emprego e renda. Serão abarcados pela proposta os microempreendedores.

Esses trabalhadores independentes terão direito ao crédito em condições especiais. O objetivo é gerar independência socioeconômica ao fortalecer o trabalho dos indivíduos. Dentro do plano, existem propostas de:

  • Qualificação profissional;
  • Apoio ao empreendedorismo;
  • Encaminhamento ao mercado de trabalho.

Dessa forma, o Progredir liberou R$ 4 bilhões para operações de microcrédito. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, a expectativa é que os empréstimos do Bolsa Família e CadÚnico beneficiem 1,5 milhão de brasileiros. Em 2020, foram liberados R$ 3,3 bilhões até o mês de maio para que os microempreendedores pudessem abrir seus negócios.

Eixos do programa de crédito

O programa é coordenado pela Secretaria de Inclusão Social e Produtiva Urbana do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e conta com parcerias públicas e privadas. Os recursos são destinados a pessoas em situação de vulnerabilidade ou que não têm acesso à retirada de crédito. Isso porque muitos brasileiros não têm como garantir que conseguirão pagar o valor emprestado.

Sobre isso, o Progredir ainda prevê uma forma de evitar a inadimplência, que ficou em 1% das operações. Sendo assim, se uma pessoa não consiga cumprir com sua obrigação, os outros participantes cobrem o valor devido. Dessa forma, o projeto de empréstimo do Bolsa Família e CadÚnico trabalha com três eixos:

Intermediação de mão de obra

  • Ferramenta para elaboração de currículos;
  • Identificação do perfil dos candidatos;
  • Cruzamento dos perfis dos candidatos e das vagas de emprego oferecidas por empresas parceiras;
  • Encaminhamento para o mercado de trabalho.

Qualificação profissional

Este eixo é dividido em três outras partes:

I – Cursos profissionalizantes oferecem:

  • Um milhão de vagas em cursos do Pronatec Oferta Voluntária;
  • Ferramenta on-line de localização de Centros Vocacionais Tecnológicos para apoiar o acesso a cursos de formação profissional.

II – Educação financeira com oficinas de educação financeira para mais de 100 mil famílias.

III – Gerar inclusão digital por meio de:

  • Ferramenta on-line de localização de telecentros para apoiar o acesso a cursos de inclusão digital.
  • Bolsas para Agentes de Inclusão Digital.

Empreendedorismo

  • Incentivos para a concessão de até R$ 3 bilhões por ano em microcrédito para as famílias do Cadastro Único investirem em pequenos negócios;
  • Assistência técnica e inclusão financeira para trabalhadores autônomos inscritos no Cadastro Único.

Como solicitar o empréstimo do Bolsa Família

Só podem solicitar o crédito aqueles que estiverem inscritos no CadÚnico. Dessa forma, primeiro é preciso conferir se você encaixa em todos os critérios e, então, fazer seu registro. Depois disso, basta:

  • Acessar o site do Progredir;
  • Realizar o cadastro;
  • Solicitar o empréstimo do Bolsa Família;
  • Dizer se já é empreendedor ou pretende ser empreendedor.

Estando tudo certinho dentro dos requisitos, os bancos que participam do programa irão avaliar os dados fornecidos. A partir das informações prestadas pelo solicitante, as instituições financeiras irão definir se é possível oferecer o microcrédito a esta pessoa.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais