Tudo Bahia
Portal de Notícias

Bolsa do Povo Educação é lançado pelo governo de SP; inscreva-se

Bolsa do Povo Educação deve beneficiar até 20 mil famílias no estado de São Paulo. Pagamentos serão de R$ 500 mensais durante seis meses.

O governo de São Paulo lançou o Bolsa do Povo Educação, novo programa que contratará 20 mil responsáveis de alunos da rede de ensino estadual para prestar apoio às escolas em diversas funções.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (14/07) pelo governador João Doria. “O Bolsa do Povo Educação é mais um programa da Rede de Proteção Social do Governo do Estado de São Paulo, que já beneficia hoje 2 milhões de pessoas em situação de alta vulnerabilidade”, afirmou o governador.

Como funcionará o Bolsa do Povo Educação

O Bolsa do Povo Educação contratará os pais dos alunos das escolas públicas para que prestem serviços gerais como apoio escolar, preparação de alimentos, limpeza e conservação do local.

Serão pagos R$ 500 mensais durante seis meses como forma de remuneração pelos serviços prestados. De acordo com o governo, esta é uma forma de aproximar os pais das escolas e ainda contribuir financeiramente com pessoas que estão desempregadas.

“O programa é uma medida muito importante, tanto para as escolas quanto para as famílias que mais precisam. Temos trabalhado muito no Governo de São Paulo para apoiar a todos, na área social, inclusive na alimentação escolar, servindo marmitas para os alunos”, disse Rossieli Soares, Secretário Estadual da Educação, durante o anúncio do programa.

Bolsa do Povo Educação: quem pode participar

Para participar do Bolsa do Povo Educação, o interessado deve cumprir os seguintes requisitos:

  • Ser responsável legal por aluno da rede estadual (um responsável por família);
  • Estar desempregado há pelo menos três meses;
  • Ter entre 18 e 59 anos ;
  • Morar próximo à unidade escolar onde atuará (máximo de 2km).

Além dos critérios obrigatórios, existem os requisitos que fazem com que a pessoa tenha preferência na hora de ser chamado. Terá prioridade o inscrito que:

  • Estiver cadastrado no CadÚnico;
  • For mãe de aluno da rede estadual;
  • Tiver filho estudando na escola de interesse;
  • Morar mais perto da escola;
  • Tiver maior idade.

Bolsa do Povo Educação: como se inscrever

As inscrições do Bolsa do Povo Educação começaram no dia 19 de julho e vão até 31 de julho de 2021, no site do programa.

No ato do registro, o candidato deve informar os seus dados pessoais. As informações serão conferidas posteriormente para averiguar se o interessado cumpre os requisitos. De acordo com o governo, a participação é gratuita.

Depois de se inscreverem, os interessados serão selecionados conforme as regras do programa e passarão por uma entrevista. A própria escola será a responsável pela etapa e avaliará se contará ou não com a pessoa. As contratações começarão a partir de 16 de agosto de 2021 e vão até o final do ano letivo.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais