Tudo Bahia
Portal de Notícias

Jovens são os que mais têm Auxílio Emergencial negado, aponta pesquisa

O benefício do Auxílio Emergencial tem sido fundamental para os milhões de brasileiros que sofrem os impactos da pandemia na economia. Porém, uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta manhã de sexta-feira (30/07), aponta que jovens entre 16 e 24 anos são os que mais possuem o Auxílio Emergencial negado.

Auxílio Emergencial negado

Em números, a pesquisa revela que cerca de 30% dos brasileiros que estão dentro da respectiva faixa etária de 16 a 24 anos tiveram Auxílio Emergencial negado. Somente 14% conseguiram receber o valor correspondente. Na média de todas as idades que solicitaram o auxílio, apenas 18% dos brasileiros tiveram o Auxílio Emergencial negado.

Nesses números, existem mais mulheres que homens sendo beneficiadas, pois a pesquisa aponta que o número de mulheres corresponde a 26%. Os homens representam 15%. A região nordeste possui a maior fatia de pessoas que recebem o benefício, representando 26% dos beneficiários.

Entre outros detalhes da pesquisa, foi analisada a finalidade do dinheiro recebido, dividido entre homens e mulheres. A maioria das pessoas que recebem o benefício gastam com alimentos. Esse número, no geral, é de 76% com gastos essenciais de alimentação.

As mulheres são as que mais utilizam para este fim, correspondendo a 81%, enquanto os homens são apenas 61%. Em relação aos poupadores, a pesquisa revela que apenas 1% guarda o dinheiro do auxílio.

Metodologia da Pesquisa

De acordo com a CNI e a FSB, foram ouvidas 2 mil pessoas entre os dias 12 e 16 de julho. As entrevistas, que abordaram Auxílio Emergencial negado e outros detalhes, foram realizadas por meio de ligações telefônicas.

A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais