Tudo Bahia
Portal de Notícias

Por que as garrafas de vinho têm padrão de 750 ml – e não 1 litro?

Você já teve essa dúvida em algum momento da sua vida? Descubra a resposta a seguir.

O vinho é uma das bebidas mais populares do mundo, além de ser uma das mais antigas também. Feito a partir da fermentação de diversos tipos de uva, o vinho pode ser tinto, branco ou rosé, apresentando aromas, sabores e retornos diferentes, ideais para harmonizar com os mais diversos tipos de pratos, queijos e outros petiscos.

Uma característica comum na maioria dessas bebidas é o tamanho das garrafas utilizadas para o armazenamento: praticamente todas elas são de 750 ml. Você já se perguntou por que essa é a medida padrão?

Existem pelo menos mais 13 tamanhos de garrafas para armazenar bebidas alcoólicas, indo de 187 ml até 30 litros, e o que parece justificar a escolha da embalagem de 750 ml no caso dos vinhos é o sistema métrico inglês.

O padrão das garrafas de 750 ml foi definido durante o período em que os vinhos produzidos na região de Bordeaux eram vendidos por comerciantes ingleses dentro da própria barrica, lá no século 19. Como a Inglaterra não usava o mesmo sistema de medidas da França, a proporção era a seguinte: 1 galão equivalia a 4,5 L da bebida.

Na época, cada barrica francesa tinha 225 litros. Para fazer porções interessantes para os comerciantes dos dois países, estabeleceu-se a regra de que essa quantidade deveria ser dividida em 300 garrafas de vinho, cada uma delas com 750 ml da bebida.

Até hoje, a medida continua sendo utilizada para a comercialização mais tradicional do vinho e é basicamente por isso, por essa diferença de sistemas de medida, que a garrafa utilizada não é a de um litro inteiro. E você, já sabia dessa explicação?

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais