Tudo Bahia
Portal de Notícias

5 curiosidades sobre o conhaque que você ainda não conhecia

A bebida é indicada para ser consumida em dias mais frios devido ao seu alto teor alcoólico e concentração de odores que só são bem degustados em baixas temperaturas.

Com a aproximação dos dias mais frios do ano, uma boa pedida para quem curte bebida alcoólica e quer se aquecer nos dias de baixas temperaturas é tomar um bom conhaque (sempre com moderação). E não é à toa. Essa bebida é própria para tomar no frio por conta do seu alto teor alcoólico e concentração de odores que só são bem degustados com baixa temperatura ambiente.

O conhaque, brandy ou brande, assim como outras bebidas destiladas, é um produto decorrente da destilação do vinho, geralmente contendo cerca de 40~60% de graduação alcoólica por volume. Ele é geralmente consumido após as refeições.

A seguir, confira 5 curiosidades sobre o conhaque que você ainda não conhecia.

1. História do conhaque

O conhaque surgiu na região de Cognac, na França, por volta do século XII. Nessa região se produzia um vinho inferior, branco e de baixa graduação alcoólica, sendo apreciado na Grã-Bretanha e nos países escandinavos.

No entanto, os produtores do vinho enfrentavam dois problemas na produção: a bebida era muito delicada, se deteriorava rapidamente, e as taxas que o governo francês aplicavam sobre as bebidas exportadas eram pesadas.

Como solução, alguns vinicultores decidiram destilar uma parte do vinho. O álcool obtido, de alta graduação e muito concentrado, seria destinado a exportação. Nele, o consumidor acrescentaria água para obter um novo vinho.

O concentrado também seria utilizado para aumentar a graduação alcoólica do vinho branco comum. No entanto, uma parte desse álcool acabou não sendo exportada tampouco incorporada ao vinho.

Com isso, o concentrado ficou envelhecendo em barris de carvalho. Ao longo dos anos, a bebida acabou adquirindo uma cor caramelo e perdendo muito de seu ardor. E assim surgiu o conhaque.

2. Conhaques de fruta

Geralmente, o conhaque é produzido a partir de uvas verdes. Mas, ele também pode ser feito a partir do suco de fruta fermentado, como o da maça, ameixa, amora, cereja, pêssego e damasco.

Quando produzido a partir do suco dessas frutas, o conhaque apresenta uma coloração mais clara e, normalmente, é degustado gelado.

3. Caráter nobre do conhaque

O conhaque tem um caráter nobre, quase aristocrático. A bebida tem sua imagem associada ao bom viver e a sofisticação do gosto.

4. Principais consumidores do conhaque estão nos países do Oriente.

Atualmente, os principais consumidores de conhaques finos estão nos países do Oriente, onde a bebida é vendida por cifras astronômicas.

Mas, hoje, há a tentativa de agregar o charme do conhaque aos países do Ocidente.

5. Há uma forma ideal de servir o conhaque

A forma ideal de servir o conhaque é em cálices bojudos para facilitar o contato com a palma das mãos e assim permitir um leve aquecimento da bebida, propiciando o desprendimento dos aromas da bebida.

Tradicionalmente, o copo do conhaque é aquecido com uma vela, o que faz a concentração da bebida aumentar e o apreciador sentir o calor que o conhaque lhe proporciona.

Além disso, quanto mais tiver sido envelhecido em madeira, mais atraente fica o perfume da bebida.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais