Tudo Bahia
Portal de Notícias

Estes 5 sinais indicam que uma pessoa não gosta de você

Que tal aprender algumas dicas para decifrar aqueles que lhe cercam?

Seja por educação, ou por mera dissimulação, algumas pessoas do seu convívio podem não gostar de você e nunca irão falar nada a respeito. Então, caso seja capaz de desvendar os sinais que indicam isso, você poderia saber por conta própria quem realmente está contigo e quem não.

Esse conhecimento não é importante apenas para conseguir evitar constrangimentos, mas também para tentar melhorar suas relações com colegas ou parentes com os quais você será obrigado, de qualquer jeito, a conviver.

A partir disso, é possível mudar o tratamento ou conversar com essas pessoas para criar uma nova relação e, quem sabe, ver os sinais de animosidade desaparecerem.

Confira a seguir algumas dicas sobre como perceber que alguém não gosta de você:

1. Comprimir os lábios

Compressão labial, via de regra, é indicativo de que algo não vai bem. Então, caso perceba isso em uma conversa, tente mudar de assunto e, se isso não funcionar, busque saber se a pessoa continua dessa forma quando você se retira, porque pode ser que somente sua presença já seja incômoda para ela.

2. Coçar o pescoço

Isso indica dúvida e pode significar que a pessoa não está acreditando na sua história, tem um segredo guardado ou não confia em você.

3. Sorriso falso

Sorrir exige o movimento de muitos músculos. Portanto, se alguém está rindo apenas para lhe agradar, o rosto dela estará mais tenso e a expressão parecerá falsa.

4. Distância exagerada

Quando alguém se sente desconfortável na sua presença, essa pessoa tende a se manter mais distante de você do que dos outros interlocutores.

5. Não olhar nos olhos

Esse comportamento pode indicar falta de conexão emocional, ou que a pessoa estaria escondendo alguma coisa.

Todos esses aspectos são apenas sinais, é claro, portanto, caso você se preocupe com a forma como outra pessoa enxerga a sua presença, o melhor mesmo é, na medida do possível, tentar ter uma conversa franca a respeito do que está causando incômodo.

Essa dica é especialmente importante em casos nos quais o convívio é praticamente obrigatório, como relações de trabalho ou familiares.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais