Tudo Bahia
Portal de Notícias

Fique atento: estas 3 atitudes revelam que a pessoa está mentindo

Se você prestar atenção na forma como o mentiroso se comunica, vai ver que ele dá algumas pistas quando está contando uma lorota.

Mentir é normal e ficaríamos todos chocados se pudéssemos saber de todas as mentiras que já foram contadas para nós. Ainda que esse tipo de contabilidade seja simplesmente impossível de ser feita, o que está ao nosso alcance é reparar na forma como uma pessoa age quando conta uma provável mentira.

Se você duvidar da história de alguém, tente perceber se essa pessoa apresenta alguns dos comportamentos a seguir. Eles são bastante frequentes nos mentirosos de plantão:

A pessoa tapa a boca constantemente

Ao contar uma história mentirosa, é comum que o indivíduo “se entregue” através de gestos relacionados à própria boca. Nesse sentido, além de realmente tapar a boca, o mentiroso passa a mão no queixo, limpa os lábios com a língua ou os dedos, morde objetos que estejam por perto (como canetas ou garrafas).

Para a psicologia, esse comportamento pode refletir uma forma inconsciente de a pessoa sinalizar que está contando uma lorota.

A história tem detalhes em excesso

Se o indivíduo fornece detalhes ricos a respeito de tudo, é melhor desconfiar, hein? A lógica do mentiroso acha que, para que a narrativa pareça real, é preciso detalhar tudo, mas isso não é verdade.
Digamos que você vai contar a alguém sobre um acidente que viu na rua, a caminho do trabalho.

É muito improvável que você dê detalhes a respeito da cor dos carros envolvidos, do horário, das vestimentas dos motoristas etc. O mentiroso, por outro lado, falaria até mesmo que horas a polícia chegou no local.

A pessoa não fica muito perto de você

O mentiroso busca se afastar do indivíduo para o qual está mentindo, sabia? Se você estiver desconfiado da veracidade na fala de um colega de trabalho, por exemplo, experimente ficar um pouco mais perto dele e veja se ele vai se afastar ou permanecer no mesmo lugar (tenha discernimento para não ser invasivo demais, pois, nesse caso, qualquer pessoa se afastaria).

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais