Tudo Bahia
Portal de Notícias

Como se proteger do malware Joker, que infecta celulares Android

Você já sabe como se proteger do malware Joker, que está de volta à Play Store causando preocupações? Então, fique ligado nas nossas dicas para não correr esse risco.

Embora o Google seja prudente e tenha se esforçado para impedir ameaças na sua loja de aplicativos para Android, a ameaça do malware Joker voltou nos últimos dias.

Essa ameaça voltou a atuar nos aparelhos em que o usuário baixava, sem saber, alguns aplicativos falsos. Os criminosos inseriram a praga a partir de modificações na codificação dos programas, para que burlassem as verificações de segurança da Play Store.

Como funciona o Joker?

Os operadores do malware preferiam aplicativos ligados aos temas da saúde, fitness, fotos,c personalização, utilitários e comunicação.

Com um encurtador de URLs, o Joker era baixado e infectava a vítima. Para funcionar, a ameaça trabalhava com o chamado “fleeceware”, que é um pacote de serviços premium ativados sem que o usuário autorizasse.

De acordo com o site ZDNet:

A família do malware Joker é uma variante bem conhecida que se concentra em comprometer dispositivos Android. O Joker foi projetado para espionar suas vítimas, roubar informações, coletar listas de contatos e monitorar mensagens SMS. Quando aplicativos maliciosos contendo Joker se instalam em um aparelho Android, eles podem ser usados ​​para conduzir fraude financeira, enviando secretamente mensagens de texto para números ou inscrevendo vítimas em serviços de protocolo de aplicativo sem fio (WAP). O Joker também abusa dos sistemas de alerta do Android, pedindo permissão para ler todas as notificações. Se concedido pelo usuário, isso permite que o malware oculte notificações relacionadas a inscrições fraudulentas em serviços.

Como se proteger do malware Joker

A notícia de que o Joker estava de volta veio da empresa ZScaler, em um informe divulgado no dia 20 de julho de 2021, e logo foi repercutido na imprensa do mundo todo.

Os programadores da ZScaler fizeram uma análise do malware e o detectaram em cerca de 11 aplicativos.

Ou seja, uma quantidade de apps bastante suficiente para que milhares de usuários causassem um estrago nos seus aparelhos, ao baixá-los.

Portanto, se você não quer ter seu Android infectado, não instale aplicativos como os seguintes:

  • Free Affluent Message;
  • PDF Photo Scanner
  • Delux Keyboard
  • Comply QR Scanner
  • PDF Converter Scanner
  • Font Style Keyboard
  • Translate Free
  • Saying Message
  • Private Message
  • Read Scanner
  • Print Scanner

Outra forma de se proteger é tomar cuidado com permissões solicitadas por aplicativos, que na verdade, são enganosas. Se você desconfia, negue!

Portanto, fique ligado: se algum aplicativo pedir acesso a mensagens de SMS, históricos de ligações, lista de contatos, entre outras áreas, não permita.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais