Tudo Bahia
Portal de Notícias

Bitcoin terá um “grande papel” no futuro do Twitter, diz CEO da empresa

O CEO de uma das maiores redes sociais do mundo, o Twitter, disse recentemente que a moeda digital Bitcoin terá um “grande papel” no futuro da companhia. A projeção foi feita por Jack Dorsey.

Para o executivo, a maior criptomoeda do planeta poderá ser integrada aos negócios em funcionamento da rede social, ou seja, ela agregará valor aos produtos do Twitter.

Jack acrescentou que o Bitcoin é uma das três maiores tendências do futuro. As duas outras são a inteligência artificial e a descentralização.

O pronunciamento de Dorsey foi no dia 22 de julho de 2021, em uma reunião que tinha por objetivo divulgar dados financeiros (os lucros) do Twitter até março de 2021.

Jack Dorsey, à direita, CEO do Twitter e Jay-Z, à esquerda
Jack Dorsey (à direita) e Jay-Z (à esquerda). Foto: perfil oficial de Jack Dorsey no Twitter

Em suas palavras, o BTC será o “melhor candidato” para se transformar na “moeda nativa” da internet, dando maior agilidade para que:

“pessoas e empresas possam negociar bens e serviços livremente em qualquer lugar do planeta”.

O que é o Bitcoin

O Bitcoin ou BTC é, grosso modo, uma criptomoeda que não possui a figura de um “banco central” por trás. Ou seja, sua principal característica é ser descentralizada.

Ela começou a ser projetada nos idos do ano de 2008, por Satoshi Nakamoto, um pseudônimo que tanto pode indicar ser uma só pessoa, como uma equipe. Oficialmente, o BTC foi lançado em janeiro de 2009.

Trata-se de uma moeda que é tida como de “ponto a ponto”. Ou seja, as transações que a envolvem são realizadas diretamente entre as partes iguais e independentes, porque não existe um intermediário regulador, com “super permissões”.

“[O Bitcoin foi criado para se que] pagamentos online sejam enviados diretamente de uma parte para a outra, sem passar por uma instituição financeira”, diz Nakamoto (fundador).

O Twitter e o Bitcoin

O CEO ainda disse no mesmo encontro que o Twitter poderá “avançar muito mais rápido com produtos, como Super Follows [‘superseguidores’], Comércio, Inscrições, ‘Tip Jar’ [‘gorjetas’] e alcançar cada pessoa no planeta por conta disso, em vez de adotar uma abordagem de mercado a mercado”.

Essa revolução será possível, segundo ele, porque a realidade atual é que “a internet possui uma moeda nativa, uma moeda global”, que é o Bitcoin.

“Acredito que [o BTC] seja uma grande parte do nosso futuro. Acredito que existe muita inovação, além da monetária, principalmente se pensarmos sobre descentralizar as redes sociais e fornecer cada vez mais incentivos econômicos. Então, acho que é extremamente importante para o Twitter e aos seus shareholders [acionistas] que continuemos observando o setor e investindo agressivamente nele.”

Facebook já está na frente

Dorsey lembrou que o Twitter já está um pouco atrás nessa corrida, porque o Facebook, de certa forma, deu a largada, ao criar o projeto “cripto Diem” (que, antes, se chamou “Libra”). O Diem está para ser implementado ainda em 2021.

Ele disse acreditar que “um padrão aberto, que seja nativo à internet, é a forma correta de seguir”.

O entusiasmo de Jack Dorsey faz sentido, porque ele é conhecedor da potencialidade do Bitcoin. Afinal de contas, é o dono da Square (SQ), uma companhia especializada em pagamentos, que já usa criptos.

De fato, desde 2018, Dorsey pratica o que vem pregando sobre o BTC. A Square é uma grande investidora em Bitcoin: comprou, no final de 2020, 50 milhões de dólares em BTC, feito que repetiu em fevereiro de 2021, porém, aportando um montante bem maior (170 milhões de dólares).

Com informações do Cointelegraph

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais