Tudo Bahia
Portal de Notícias

50 novos bancos já podem receber Auxílio Emergencial

A Caixa informou que foram cadastrados 50 novos bancos para pagamento do Auxílio Emergencial do governo federal.

Com o objetivo de facilitar o acesso da população ao auxílio emergencial do governo federal, a Caixa informa que mais 50 novos bancos vão ser responsáveis pelo crédito. Até segunda-feira (04), aproximadamente R$ 2,3 bilhões beneficiários indicaram outras contas para receber o auxílio.

Poderão receber o recurso em outra agência os clientes com conta poupança na Caixa, além dos que não possuem contas em outras instituições.

Entre os 50 novos bancos autorizados para receber o auxílio emergencial, por meio da transferência, estão Banco do Brasil, Itaú, Santander. Entre os bancos digitais, estão inclusos Banco Inter, Nu Pagamentos (Nubank), Banco Original e Pagseguro Internet.

Como receber o benefício em outro banco?

O valor poderá ser recebido por meio de transferência bancária. O beneficiário deve consultar a lista dos 50 novos bancos disponíveis para fazer a transação bancária e realizar a transferência, sem custos.

O cidadão beneficiado tem a possibilidade de repassar, para a conta indicada, todo o valor ou apenas uma parte.

Essa medida foi tomada com o objetivo de reduzir o número de pessoas nas filas das agências. Desde ontem (04), todas as 4,2 mil agências da Caixa passaram a iniciar o atendimento duas horas antes do habitual, começando as atividades às 08h e funcionando até o atendimento do último cliente.

Confira os 50 novos bancos credenciados

Com esta medida, o objetivo é que as filas nas agências da Caixa sejam reduzidas, já que as transferências podem ser realizadas por meio digital. Confira abaixo as instituições financeiras indicadas pelos beneficiários para receber o crédito, a quantidade de solicitações e o valor do pagamento:

Isolamento social

Em todo o mundo, a medida de isolamento social tem sido adotada para conter o avanço do novo coronavírus. No Brasil, esse cenário não é diferente.

Por isso, muitas pessoas estavam se aglomerando nas filas imensas da Caixa Econômica Federal para receber o auxílio emergencial. A recomendação era ficar em casa, mas muitas famílias, que já passam necessidade, tinham que se arriscar para garantir o seu sustento.

Com essa medida, o governo federal busca reduzir o número de pessoas nas agências e, evitar assim, o contágio pelo coronavírus.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais