Tudo Bahia
Portal de Notícias

Receita Federal deve cancelar 1 milhão de CPFs com indícios de fraudes

No dia 16/11, a Receita Federal deu início a uma operação de checagem de dados dos brasileiros. Essa ação tem o objetivo de evitar que documentos de pessoas falecidas sejam usados por terceiros. A operação está sendo dividida por etapas e, segundo informações preliminares, aproximadamente milhão de CPFs podem ser cancelados com indícios de fraudes.

Dessa forma, a Coordenação-Geral de Gestão de Cadastros e Benefícios Fiscais, Cocad, deverá suspender CPFs de pessoas que possam ter morrido. A primeira fase de verificações irá analisar 1.007.965 documentos. Destes, um milhão CPFs com indício de fraude já poderá ser cancelado.

Números de CPF foram utilizados para fraudes relacionadas com o auxílio emergencial. Segundo dados da PSafe, cerca de sete milhões de pessoas sofreram algum tipo de golpe relacionado ao auxílio emergencial. Os crimes podem ser denunciados para o Ministério da Cidadania (telefones 121 ou 0800-707-2003) ou em agências da Caixa.

Para saber se o CPF foi usado indevidamente para requerer o auxílio emergencial:

  • Acesse o site do Dataprev;
  • Abra a página e insira o número de seu CPF, nome completo, data de nascimento e nome de sua mãe;
  • Clique em “não sou um robô” e, depois, em “Enviar”;
  • Feito isso, uma nova página abrirá automaticamente. Ela indicará se o auxílio emergencial foi ou não solicitado para aquele número de CPF.

Além disso, aqui você pode consultar seu CPF e regularizar a restrição cadastral.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais