Tudo Bahia
Portal de Notícias

Auxílio Brasil: governo quer valor específico para o novo Bolsa Família; entenda

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a comentar sobre o aumento do valor para o novo Bolsa Família. Veja previsão.

Na última terça-feira (14/09), o ministro Paulo Guedes disse que o aumento do valor do benefício (para R$ 300), agora batizado de Auxílio Brasil, é “prioridade zero” do governo. Ele explicou que, com o arroxo da pandemia, o governo precisa considerar teto de gastos e responsabilidade fiscal.

“A agenda, prioridade zero, é Bolsa Família de R$ 300. O presidente [Jair Bolsonaro] já disse que é R$ 300, dentro do teto e com responsabilidade fiscal”, afirmou durante evento Macro Day, que é promovido pelo banco BTG Pactual.

Os recursos que irão arcar com o custo do Auxílio Brasil, de acordo com Paulo Guedes, virão da arrecadação do Imposto de Renda, que pode incomodar o segmento empresarial em caso de reforma tributária.

O ministro, em crítica ao segmento, ressaltou que “inadvertidamente, às vezes, o mundo empresarial vai a Brasília, e faz um lobby contra o Imposto de Renda. Ele, na verdade, está inviabilizando o Bolsa Família”.

O que é o Auxílio Brasil?

O programa Auxílio Brasil é uma iniciativa do governo federal, que aguarda aprovação do Congresso, para substituir o Bolsa Família. A reforma pretende unificar várias políticas públicas, como assistência social, saúde, educação, emprego e renda.

A intenção é que, nos novos moldes, o programa viabilize emancipação financeira para as famílias do Brasil, por meio da inserção de jovens e adultos no mercado de trabalho, mediante políticas de assistência social. Isso será feito por meio de ações de inclusão produtiva, empreendedorismo e a entradas das famílias no mercado de trabalho.

Além disso, por meio do Auxílio Brasil, as famílias terão acesso facilitado a microcréditos.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais