Tudo Bahia
Portal de Notícias

Justiça libera 1,3 bilhão em benefícios atrasados do INSS; saiba quem recebe

A decisão foi do Conselho da Justiça Federal (CJF) e os valores atendem àqueles que possuem atrasados de até R$ 66 mil.

Chega ao fim a luta de milhares de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, com a liberação de R$ 1,3 bilhão em benefícios atrasados para 92.639 beneficiários. O pagamento é resultado de processos movidos em que foram solicitadas as revisões através das Requisições de Pequeno Valor (RPVs).

A decisão foi do Conselho da Justiça Federal (CJF) e os valores atendem àqueles que possuem atrasados de até R$ 66 mil. A ordem de pagamento foi expedida ainda em setembro e os pagamentos serão feitos pelos Tribunais Regionais Federais (TRFs). Para identificar qual TRF de sua região e ver a lista de nomes inclusos no recebimento, é necessário consultar uma lista que segue abaixo.

Tribunal Regional Federal (1ª Região)

  • Sede: DF;
  • Jurisdição: DF, MG, GO, TO, MT, BA, PI, MA, PA, AM, AC, RR, RO e AP
  • Previdenciárias/Assistenciais: R$ 550,5 milhões para 31.823 beneficiários.

Tribunal Regional Federal (2ª Região)

  • Sede: RJ;
  • Jurisdição: RJ e ES;
  • Previdenciárias/Assistenciais: R$ 104,2 milhões para 7.107 beneficiários.

Tribunal Regional Federal (3ª Região)

  • Sede: SP;
  • Jurisdição: SP e MS;
  • Previdenciárias/Assistenciais: R$ 192,1 milhões para 9.230 beneficiários.

Tribunal Regional Federal (4ª Região)

  • Sede: RS;
  • Jurisdição: RS, PR e SC;
  • Previdenciárias/Assistenciais: R$ 300,3 milhões para 23.075 beneficiários.

Tribunal Regional Federal (5ª Região)

  • Sede: PE;
  • Jurisdição: PE, CE, AL, SE, RN e PB;
  • Previdenciárias/Assistenciais: R$ 212,2 milhões para 21.404 beneficiários.

Todos que entraram na Justiça, pedindo a revisão e obtiveram resultado positivo em setembro deste ano, estão inclusos para receberem o valor correspondente.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais