Tudo Bahia
Portal de Notícias

Gatos conseguem reconhecer nomes uns dos outros, diz pesquisa

Além disso, os bichanos são capazes de reconhecer nomes dos humanos que vivem na mesma casa. Entenda.

Estudo realizado no Japão e publicado recentemente na revista Scientific Reports conclui que os gatos são capazes de reconhecer nomes de outros bichanos que estão familiarizados e ainda os nomes dos humanos que vivem na mesma casa. O estudo foi feito por pesquisadores de três universidades: Universidade de Kyoto, Universidade de Sophie e Universidade de Azabu.

A pesquisa estudou gatos que viviam em casas com outros bichanos ou que vivem em “cafés de gatos”, estabelecimentos japoneses onde os visitantes podem interagir com os animais. Nos testes, cada gato foi apresentado a uma imagem em uma tela de computador, de outro gato com quem conviviam.

Enquanto a imagem estava sendo apresentada, uma gravação da voz do tutor dizia o nome do gato na imagem em voz alta ou um outro nome. Os gatos de lares domésticos demoravam mais tempo para olhar para a tela quando o nome ouvido era diferente.

Os pesquisadores acreditam que isso aconteceu pelo fato de os gatos terem ficado intrigados com a diferença entre a imagem e o nome enunciado. No caso dos bichanos dos “cafés de gatos”, o mesmo não ocorria.

Gatos também reconhecem nomes de humanos

Em uma outra experiência do estudo, os pesquisadores realizaram um teste semelhante, mas dessa vez, usaram imagens de humanos como estímulo no lugar de imagens de gatos. Foi apresentada aos bichanos uma imagem de uma pessoa com quem conviviam ao mesmo tempo em que o nome dessa pessoa ou outro nome era enunciado.

Nesta experiência, os gatos demoravam um pouco mais a olhar quando existia uma diferença entre a imagem e o nome. Os estudiosos observaram que essa diferença foi mais frequente em gatos que vivam com várias pessoas ou que já estavam há algum tempo com uma família.

O estudo envolveu apenas dezenas de gatos, sendo que os resultados justificam a replicação em futuras pesquisas. Para o próximo estudo, os pesquisadores esperam determinar como os bichanos podem lembrar-se dos nomes dos outros no dia a dia e até que ponto entendem a linguagem.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais