Tudo Bahia
Portal de Notícias

Qual é a diferença entre o Dia dos Namorados e o Valentine’s Day?

Você sabe por que comemoramos o dia mais romântico do ano em junho e não em fevereiro, como acontece em alguns lugares do mundo?

O Dia dos Namorados está chegando e, além das campanhas tradicionais que nos lembram da importância de presentear quem amamos, é comum que alguns brasileiros se perguntem por que a data nacional é dia 12 de junho e não dia 14 de fevereiro, como acontece nos EUA e em diversos países da Europa.

Você já deve ter reparado, em filmes e séries, que os norte-americanos comemoram o Valentine ‘s Day, certo? O Dia de São Valentim é a data oficial de alguns países por causa de uma antiga lenda a respeito de um padre romano.

Conta a história que São Valentim foi condenado à morte e sua execução aconteceu em 14 de fevereiro. O motivo da condenação? Ele teria entregue uma carta romântica a uma jovem. A narrativa ao redor da morte de São Valentim se espalhou facilmente e acabou gerando a tradição de presentear as pessoas que amamos, mesmo aquelas com as quais não temos envolvimento romântico.

No Brasil, a escolha da data é menos poética, digamos assim. Acontece que celebramos o dia 12 de junho como o Dia dos Namorados devido a uma campanha de marketing, organizada pelo publicitário João Dória, pai do ex-governador de São Paulo, João Dória Jr.

Em 1958, Dória foi contratado por uma loja com a finalidade de aumentar o número de vendas no mês de junho. Ao analisar as datas comemorativas que já existiam no país, como o Dia das Mães e o Dia dos Pais, o publicitário percebeu que as pessoas tendem a colocar a mão no bolso em situações especiais.

Se mães e pais já eram homenageados, por que não criar uma data para os casais apaixonados? Como se a ideia já não fosse bacana o suficiente, Dória foi sagaz ao escolher o dia 12, data próxima à celebração de Santo Antônio, que acontece no dia 13 de junho.

Conhecido por ser casamenteiro, Santo Antônio já chamava a atenção das pessoas apaixonadas, então a ideia de criar o Dia dos Namorados no mesmo período foi, de fato, genial. O resultado segue até os dias de hoje, com inúmeros casais apaixonados se preocupando em como presentear seus amores.

Agora que você já sabe que a nossa comemoração não é muito poética, pode simplesmente ignorar esse fato e celebrar a data ou, claro, pode deixar de lado o apelo comercial e apostar em momentos de maior simplicidade, afinal, quando falamos em afeto, o que importa mesmo são as atitudes.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais