Tudo Bahia
Portal de Notícias

5 sinais de que sua pele está envelhecendo antes da hora

Preste atenção a esses sinais para saber quando é necessário procurar ajuda profissional.

Todos nós temos um cartão de visitas único que muitas vezes negligenciamos: nossa pele. Quando alguém nos encontra, essa será a primeira (e muitas vezes a única) parte do nosso corpo que será vista, então ela possui uma grande relevância para nossa imagem pública.

Para além de como a sociedade nos vê, a situação da nossa pele pode ter grande influência em nossa autoestima, em quão bem nós nos sentimos quando olhamos no espelho, ou quando tiramos uma selfie para uma rede social ou aplicativo de paquera.

Para evitar um susto no futuro, separamos cinco sinais de que sua pele está envelhecendo antes da hora. Preste atenção e busque ajuda profissional se perceber que a situação está complicada:

1. Olheiras

Esse vai ser um problema maior para aquelas pessoas com a pele mais fina na região dos olhos, o que pode piorar com perda de colágeno e/ou alterações hormonais.

Essas condições permitem que a melanina e os vasos sanguíneos presentes na parte inferior dos olhos apareçam através da pele.

2. Mudança de formato dos olhos

Quando ocorre absorção óssea na região das bochechas, ou a absorção de gordura profunda da face, isso pode provocar perda da sustentação dos tecidos que envolvem os olhos, proporcionando uma aparência mais caída.

3. Pele ressecada

Com o tempo, a pele perde ácido hialurônico, e, como essa substância é capaz de guardar muita água, seu esvaimento traz uma aparência de ressecamento e perda de viço no rosto.

4. Pescoço irritável e flácido

Como essa região do corpo possui uma pele muito fininha, quase sem glândulas sebáceas, ela acaba tendo pouca hidratação e sofrendo grande desgaste pela movimentação natural. Isso pode levar à sensibilidade acentuada e/ou flacidez antes do esperado.

5. Manchas

Principalmente decorrentes da exposição solar, o excesso de manchas pode indicar a perda de capacidade de reparar suas células.

Caso algum desses sinais esteja lhe incomodando, o mais recomendado é procurar um dermatologista de confiança para fazer uma análise do seu caso e, assim, conseguir desenvolver um protocolo específico de tratamento.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais