Tudo Bahia
Portal de Notícias

Bolsa Família 2021: pagamentos começam na segunda-feira, dia 18 de janeiro

A Caixa Econômica Federal (CEF) já liberou o calendário completo de pagamentos do Bolsa Família 2021, com datas até o mês de dezembro. Os depósitos de janeiro terão início na próxima segunda-feira (18), beneficiando os inscritos que tenham o dígito final 1 do Número de Identificação Social (NIS). Apenas quem tem o NIS de 6 a 0 receberão no novo formato, o restante contará com o dinheiro nas poupanças digitais.

Veja as datas de pagamento deste mês:

  • Final NIS 1: 18 de janeiro;
  • Final NIS 2: 19 de janeiro;
  • Final NIS 3: 20 de janeiro;
  • Final NIS 4: 21 de janeiro;
  • Final NIS 5: 22 de janeiro;
  • Final NIS 6: 25 de janeiro;
  • Final NIS 7: 26 de janeiro;
  • Final NIS 8: 27 de janeiro;
  • Final NIS 9: 28 de janeiro;
  • Final NIS 0: 29 de janeiro.

Transição do Bolsa Família 2021 para contas digitais

Com a criação do Caixa Tem para o recebimento do auxílio emergencial, a CEF viu a oportunidade de facilitar os pagamentos do programa de transferência de renda. No final de 2020, o banco começou a migrar seus beneficiários para a plataforma digital. Sendo assim, os primeiros a receberem por meio de conta digital foram aqueles com NIS final 9 e 0, no mês de dezembro.

Para janeiro, a Caixa irá incluir quem tem NIS final 6, 7 e 8 no novo formato. Já as terminações 3, 4 e 5 devem ser transicionados em fevereiro, enquanto 1 e 2 ficaram para o mês de março. Junto com o último grupo estão também os Grupos Populacionais Tradicionais Específicos. Dessa forma, o Bolsa Família 2021 conseguirá facilitar os depósitos e alcançar os brasileiros que não possuem conta bancária e/ou não têm o Cartão Cidadão.

Por meio do aplicativo, os beneficiários poderão realizar:

  • Transferências para qualquer conta sem custo adicional;
  • Pagamento de contas e boletos;
  • Compras online com cartão de débito virtual.

Outras mudanças no programa de transferência de renda

Atualmente, o programa conta com seis benefícios para públicos diferentes e seus inscritos recebem em média R$ 189 por mês. Contudo, o governo federal está trabalhando para modificar o Bolsa Família 2021, subindo o valor e criando novos prêmios para crianças e adolescentes em idade escolar. Assim, estudantes que se destacarem em matemática, ciências, tecnologia e esportes poderão receber bolsa mensal de R$ 100 e bônus de R$ 1.000 no fim do ano.

Outro projeto que também está em análise é a unificação dos benefícios atuais e a criação de outros dois novos. De acordo com a proposta, o objetivo é diminuir a taxa de pobreza no Brasil nos próximos anos. O projeto prevê:

  • Benefício de Renda Mínima (BRM): valor médio de R$ 230;
  • Programa Poupança Seguro Família: depósitos mensais de R$ 39 para trabalhadores que ganham até R$ 780 por mês;
  • Poupança Mais Educação: transferência de R$ 20 por estudante regularmente matriculado na rede de ensino.

O projeto foi entregue aos líderes do Senado e segue em análise.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais